COPYRIGHT LOST ART ©
m u t t e r       m u s e u m

 

Fomos para a Philadelphia para realizar a exposição inaugural da 222 Gallery, da Otto Design. Trabalhamos duro na montagem e tivemos pouco tempo para conhecer melhor a cidade que foi a capital americana antes de Washington D.C.

Após uma pesquisa rápida na internet, descobrimos o Museu Mütter. O Museu contém uma vasta coleção de objetos médicos e "tesouros patológicos". A curadora Gretchen Worden nos recebeu e generosamente permitiu que fotografassemos o acervo do museu. A única restrição: não fotografar a coleção de fetos que se encontra em uma prateleira cheia de jarras. Parece que todos os jornalistas que vão lá fazem isso e ela acha que já está virando um estereótipo. Tudo bem, haviam inúmeras outras curiosidades ali.

Como: uma coleção enorme de crânios que ocupa uma parede inteira. Há ali crânios de diversas origens, e das mais diversas etnias e anatomias. Há uma legítima caveira pirata, a de um artista circense que caiu e quebrou o pescoço, e alguns com ferimentos de arma de fogo, concussões, deformidades, e muito mais.

Em 1871 o Museu passou a colecionar objetos médicos obsoletos. Na coleção há um estetoscópio feito pelo seu inventor, o francês René-Théophile-Hyacinthe Laennec. Há também instumentos utilizados por Pierre e Marie Curie, e um modelo da máquina cardio-pulmonar desenvolvida por John H. Gibbon, JR. Entre outras curiosidades está uma coleção de 2,000 objetos removidos das gargantas e vias respiratórias de pacientes doadas por Chevalier Jackson em 1924. São botões, brinquedos, dentes, alfinetes, e uma enorme variedade de objetos removidos com instrumentos que não necessitavam de cirurgia, desenvolvidos por Jackson.

A coleção de objetos de cera tem 276 modelos de patologias criados entre os séculos 17 e 19. Estes objetos eram utilizados em aulas de medicina e substituiam materiais orgânicos difíceis de conservar. Há modelos de tumores, úlceras, eczemas, e lesões de sífilis e outras doenças.

As atrações são fascinantes: Um esqueleto completo de um homem de 2,30 de altura fica ao lado de um esqueleto de um anão. Em uma jarra, o cérebro de um assassino. Em outra, o de um epilético. Cortes laterais do cérebro estão em outra jarra, e em uma prateleira, fetos de todos os tamanhos, desde a primeira semana de gravidez até os nove meses. Deformidades, doenças, lesões, e curiosidades suficientes para agradar ao mais mórbido dos visitantes. Não recomendamos uma visita após o almoço, mas se você estiver na Philadelphia, não deixe de conhecer o museu.

Mütter Museum: Philadelphia College of Physicians, 19 South 22nd Street, entre a Chestnut e a Market. Horário: Seg-Sext 10-16hs. , Dom.12-16hs. US $8 para adultos, há descontos para estudantes)

fotos copyright © Louise Chin & Ignacio Aronovich

MüTTER MUSEUM 01 | 02

CHANG and ENG | LIFE | OUTDOOR | STYLE | TRAVEL | LOST ART | e-mail